Diferença entre PIRACANJUBA E PIRAPUTANGA

19/04/2013 23:59

 

PIRACANJUBA

Nome científico: Brycon orbignyanus

Família: Characidae.

Distribuição Geográfica: Bacia do Paraná-Uruguai, sobretudo nos rios Grande e Paraná. Também pode ser encontrada em diversos pesqueiros pelo país.

Hábitos alimentares: Espécie herbívora, alimenta-se de frutos, sementes, flores e folhas. Vive tanto no canal dos rios quanto nas áreas próximas às margens e em locais de corredeiras. É um peixe muito esportivo e sua carne rosada é de excelente qualidade. Em algumas áreas, a captura dessa espécie está cada dia mais difícil. Em pesqueiros também não ocorre com tanta freqüência.

Habitat: Vive tanto no canal dos rios quanto nas áreas próximas às margens e em locais de corredeiras. Em lagos artificiais, pode ser fisgada por todo lugar, especialmente próximo à arvores frutíferas.

Descrição: Peixe de escamas, corpo fusiforme de coloração intensamente prateada e nadadeiras vermelhas. A nadadeira caudal é vermelha com um traço de coloração preta, bem no meio do rabo. A cabeça é mais fina e afunilada que a das suas “primas”. Pode alcançar 60 cm de comprimento e peso total de 5kg.

 

Equipamentos: médio, com linhas de 10 a 17 libras e anzóis de n° 2/0 a 6/0.

 

PIRAPUTANGA

Nome científico: Brycon microleps; Brycon hilarii

Família: Characidae

Distribuição Geográfica: Bacias do Prata (B. microleps) e São Francisco (B. hilarii)

Hábitos alimentares: Espécies onívoras, alimentam-se de peixes, frutos e sementes.

Habitat: Vivem em locais de corredeiras e nos remansos, embaixo de árvores frutíferas e próximos as plantas aquáticas. Em pesqueiros, são fisgadas em toda sua extensão.

Descrição: Peixe de escamas, corpo alongado e um pouco comprimido. Logo após retirados da água a cor é amarelada, a nadadeira caudal é alaranjada, com uma faixa preta que começa no pedúnculo caudal e chega até os raios centrais da nadadeira caudal. As demais nadadeiras são alaranjadas. As escamas do dorso são claras no centro, com as bordas escuras. Alcançam cerca de 50cm de comprimento total e 2,5kg; indivíduos acima desse peso são raros. Tradicionalmente, a Piraputanga da Bacia do Prata tem sido identificada como Brycon hilarii, mas esse nome aplica-se apenas à espécie do rio São Francisco.

Piraputanga de ambientes naturais (faixa preta bem mais aparente)

Piraputanga de pesqueiros (faixa preta menos aparente)

 

http://loucosporpesca.com.br/wordpress/?p=963